Top

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), um dos maiores do mundo em quantidade de processos, dispõe de uma base de dados analítica centralizada (Business Intelligence- BI), instalada com a participação da CDS.

O TJSP é um tribunal estadual com 22 milhões de processos em 1ª e 2ª instâncias. Todos os números que cercam o TJSP são volumosos, como por exemplo a existência de 45 mil funcionários próprios, dois mil juízes e 354 desembargadores.

O TJSP conta com um portal de informações que facilita, aos gestores da Casa, o acesso às informações estratégicas em tempo hábil. Passou a ser fortalecido o processo de tomada de decisões estratégicas no que se refere ao emprego eficiente e racional dos recursos humanos e orçamentários.

O atendimento à sociedade tornou-se sensivelmente melhor, principalmente num aspecto que desperta muitas cobranças, que é o grau de celeridade no trâmite processual.

Na abordagem inicial do projeto desenvolvido pela CDS, foram disponibilizados dados sobre movimentos processuais em 1ª e 2ª Instâncias. O trabalho é feito em conjunto com as secretarias de Tecnologia da Informação e Judiciária do Tribunal. Também são enriquecidos os relatórios gerenciais com informações geoprocessadas, permitindo a identificação de ações de melhorias, aprimoramentos e planejamento.

Por meio da análise das informaçõe extraídas dos sistemas de origem do Tribunal, é possível promover a identificação de problemas na qualidade dos dados, possibilitando a orientação de ações da instituição. Também passou a ser automatizada a disponibilização de informações cedidas ao Conselho Nacional de Justiça ? CNJ.

O projeto desenvolvido pela CDS nasceu da necessidade de informações de melhor nível sobre as áreas-fins do Tribunal de Justiça de São Paulo, que são as suas 1ª e 2º Instâncias. O desafio dos magistrados, dos diretores e da gestão do Tribunal é obter informações completas, corretas e de forma rápida sobre a movimentação processual em 1ª e 2ª Instâncias.

Um dos grandes objetivos da Justiça Brasileira é a busca pela celeridade. E um dos focos do projeto é que o Tribunal se conheça, conheça seus números e promova ações efetivas de planejamento e potencialização da agilidade na tramitação dos processos.